"And the Oscar goes to..."

Sempre que sai a lista do Oscar, eu penso em duas coisas, de cara: lá vem a Globo chamar a cerimônia da Academia de Cinema dos Estados Unidos de "a maior festa do cinema mundial" (e Cannes, vai bem? Berlim, onde?) e é bom ficar com um pé atrás. Depois que Titanic levou uma estatueta por melhor filme em 1997 (sem contar as outras 10, dentre as quais diretor para James Cameron, fotografia, efeitos especiais e outras coisas técnicas), além da horrível "My Heart Will Go On", que incrivelmente ganhou de melhor canção original na voz de - ugh! - Celine Dion, eu fico assim. E daí, esse ano, a Academia resolve que 5 filmes não eram o bastante... vamos indicar 10 para melhor filme, e assim prolongar uma cerimônia que já é bem longa - e chata.

Mas dessa vez eu resolvi fazer uma coisa, e até agora tem me trazido algumas surpresas, agradáveis na maioria: assistir aos tais 10 filmes. Ainda me falta metade. E é curioso como tem coisa que simplesmente parece errada lá, e até corrobora minha idéia de que o Oscar não é a maior festa. Up, uma animação, está indicado a melhor filme, o que quase garante que vai ganhar como melhor animação, e temos algo como O Segredo dos Seus Olhos, um argentino muito, muito bom, que vai concorrer como melhor filme estrangeiro. Pode ser coisa minha, mas não dá pra entender como uma animação que é boa, pero no mucho, está lá e outras coisas tão boas ficaram de fora. Vai ter muito brasileiro torcendo contra por ser um filme portenho, numa tremenda ignorância que já passou das barreiras do futebol ao ponto de ter gente dizendo que não gosta de argentino sem nem saber o porquê, sendo que, pra exemplo, é só pegar O Filho da Noiva, filmão argentino de 2003, se não me engana, cujo diretor e ator principal (o ótimo Ricardo Darín) estão nesse filme novo. Até Hollywood sabe disso, ou não teria feito um remake de Nove Rainhas naquele simpático Os Vigaristas, com Nicolas Cage. Pois é, foi baseado num argentino.

Depois de, meio que sem querer, ver o tal argentino, e por querer ver A Fita Branca, filme estranho mas bem bom do alemão Michael Haneke (mas que é preciso entender o contexto histórico, e onde o filme vai "dar" pra se ver o porquê dele, já que parece não ter fim), resolvi que o negócio agora é ver (também) a lista dos filmes estrangeiros, na medida do possível. Digo isso porque HSBC Belas Artes e Espaço Unibanco Augusta são só dois, e o Bombril só passa dois filmes por vez, além de que outras opções às vezes são fora de mão, e daí o que nos resta são os bons e novos torrents. É uma pena, mesmo, porque a gente deixa de ver tanta coisa boa porque está fora do circuito Cinemark e porque não é alguma coisa contemplada pelo Oscar (e pela Globo), enquanto filmes como As Branquelas ganham notoriedade e até uns vários fãs, tipo uma sala inteira de aula tentando me convencer de que era um filme muito engraçado. Pelo amor de Deus, acho que nunca mais vou conseguir ver alguma coisa tão retardada.

O foda é que as aulas voltaram, e agora não tenho mais as noites livres pra ficar indo ao cinema. O jeito vai ser aproveitar como der os fins de semana e meu horário tão abençoado que me deixa ver filme de tarde, Lost de manhã e alguma coisa do tipo Ele Não Está Tão a Fim de Você do nada. Eu também tenho lá meus gostos... recrimináveis, e com certo orgulho. É melhor do que ser um chato pedante.
3 Responses
  1. Andréia Says:

    Ooolha, primeira vez q eu entro aqui! Já q vc reclamou q ninguém lê o seu blog... tadinho!
    E o q tem de recriminável ver "Ele não está tão a fim de você"? Esse filme me fez pensar muito, tá? Hahahaha!
    E "A Fita Branca" é bem estranho com algumas parte bonitas... e só! Hehehe...
    Mas curti o blog! Vou entrar mais vezes.
    Bjos


  2. yeah. eu concordo com tudo isso. (tudo mesmo.)


  3. Anônimo Says:

    só pra constar que acompanho o blog sempre, mas nunca comento. Vim comentar num filme que realmente vale a poena assistir. Um dos melhores que já vi na vida e foi indicação sua!!! Sensacional!!!
    Dificilmente farei mais comentários, pq não acho minha critica muito apurada, mas curto muito seu blog, keep it up! bjs